24 de abril de 2015

TRADUZIR-SE / Ferreira Gullar

                        Obra -  Ferreira Gullar


Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo. 

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão. 

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira. 

Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta. 

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente. 

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem. 

Traduzir uma parte
na outra parte
— que é uma questão
de vida ou morte —
será arte?




Como crítico de arte e pensador, Ferreira Gullar está entre os mais lúcidos escritores da atualidade. Seus textos têm clareza e a sagacidade dos que indicam caminhos e denunciam falácias que se revelam em discursos políticos ideológicos como também nas bienais de arte. Sua poesia é fruto de uma sensibilidade erudita, lírica e social. Sua poética é capaz de traduzir, além das angústias do homem contemporâneo, os fecundos silêncios que alimentam seus próprios conflitos, inquietações, tristezas e alegrias. 




(Jiménez, Ariel - Poetas Brasileiros - Entrevistas (2013)
"O importante não é ter razão: é ser feliz!"

Ano de 2010


34 comentários:

  1. Também gosto de ler seus textos! Sempre valem a pena! bjs, chica e lindo fds! Tudo bem contigo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida Chica, ainda devagar, mas tudo indo bem.
      Um beijo, adoro você aqui! Obrigada.
      Bom fds!

      Excluir
  2. Soneto-acróstico
    É o cara

    Fecundos silêncios naquelas entrelinhas
    E Gullar não explica não se dá ao trabalho
    Relata suas dúvidas como fossem minhas
    Razoável supor que Gullar não usa atalho.

    E o que mais aparece ali, alguma reflexão
    Imponderável no entanto, até certo ponto
    Reféns nos tornamos da genial colocação
    Ali navegamos como fora em mero conto.

    Gosto de como esse poeta nos faz pensar
    Unindo seu mundo lírico com o intelectual
    Logo levando-nos a um mais alto patamar.

    Lídimo bardo pois acima do bem e do mal
    Aclara, cumpliciado, o seu próprio poetar
    Rindo por dentro com seu talento abissal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jair, concordo, é o cara! Estou lendo o livro 'Ferreira Gullar conversa com Ariel Jiménez', sabendo bem mais da vida desse poeta, cronista, ensaísta e crítico de arte. Sua vida é rica, é aberta onde conta suas particularidades sem constrangimento e sem medo - coisa rara.
      Abraços, amigo, obrigada pelo belo acróstico!

      Excluir
  3. Tais, foi importante para mim tomar conhecimento de Ferreira Gullar, ainda que superficial. Verifico que vale a pena que vai valer a pena conhecer mais, como sempre valerá. O que farei. Grato pelos bons momentos e pelo conhecimento, que me proporcionaste.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Daniel! Valerá, sim, sua obra é tão rica como sua vida.
      Obrigada pelo carinho de sua visita, estava com saudades.
      Beijo além-mar!

      Excluir
  4. Gostei muito de ver o vídeo. Conheço alguma poesia de Ferreira Gullart, mas não tenho nenhum livro dele. Uma falha que preciso remediar!

    Bom fim-de-semana:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Isabel, obrigada pelo carinho das visitas e pelos votos de melhoras deixado no outro post. Tudo indo bem, obrigada, amiga.
      Um beijinho e um ótimo domingo.

      Excluir
  5. Olá, Taís, há quanto tempo não apareço, né não?
    Mas, estou aqui depois de um ano e meio!
    Pelo que li dos comentários acima vc teve alguns probleminhas, torço para que tenham passado.
    Ferreira é encantador! fiquei mais fã dele quando assisti uma entrevista sua no Sem Censura: maravilhei!!!
    Bjssssssssssssssssssss, quérida! Deus a abençoa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas que maravilha!!! Bem-vinda, amiga, que bom tê-la de volta com suas histórias e seu delicioso espírito. Assisti muitas entrevistas de Gullar, todos ganhamos, dali sai lição de vida, verdade, história, cultura.
      Amei sua visita, querida 'Brechique' rs, obrigadíssima pelo carinho. Estou melhor, sim, obrigada!
      Meu carinho! Saudades.

      Excluir
  6. Ler Ferreira Gullar é como estarmos conversando com um grande amigo! Suas obras sempre deixam parâmetros de uma existência consciente. Suas entrevistas demonstram a coragem de se expor sem medo algum de prévia censura.
    Excelente sua escolha, Taís.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, querida Célia, e que coragem de se expor, admiro muito isso. Geralmente as pessoas expõem a vaidade e não a verdade. Estou lendo atualmente sua história de vida tanto na poesia como nas artes, o grande crítico.
      'Ferreira Gullar conversa com Ariel Jiménez', chama-se o livro.
      Um beijo, amiga, obrigada.

      Excluir
  7. Muito bom, temos muitos escritores e pouca divulgação.
    Qua sua dúvida sobre o INSS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Catarino, pois é, sempre será pouca. Merecem mais divulgação.
      Obrigada por sua visita.
      Abraço.

      Excluir
  8. É um prazer passar por aqui Obrigado por sua visita e comenta Greetings Feliz Páscoa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ramón, você sempre gentil.
      Um abraço.

      Excluir
  9. Boa noite, Tais.
    Um ótimo poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista etc. Grande brasileiro, um lindo exemplo. Gosto bastante dos poemas dele. Uma iluminada semana para vocês.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Mirtes, e um autodidata!! Fenomenal.
      Obrigada pelo carinho de sua visita, que você esteja bem melhor!
      Beijinho!

      Excluir
  10. Dele lembro esses versos, Tais: "Como dois e dois são quatro sei que a vida vale a pena, embora o pão seja caro e a liberdade pequena". Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei dessa, Fábio, não conhecia!
      Gullar, poeta forte, só faz por ter cada dia mais admiradores.
      Obrigada por sua visita, sempre querida.
      Beijo.

      Excluir
  11. Minha querida amiga Tais, que bela surpresa ao chegar aqui e encontrar este maravilhoso poema do grande poeta Ferreira Gullar...lembro de um recital, fazia parte de um grupo chamado Verso Explícito, nos idos dos anos 80 rs e este poema era recitado por uma amiga, a Eliane; ele faz parte do meu blog também, pois ele fala de minha alma, de minha vida, do meu ser, da minha dualidade, de eu ser dois e ser um, ser eu:
    "Uma parte de mim
    é só vertigem:
    outra parte,
    linguagem. "
    Ferrera Gullar é bem mais que um grande poeta da nossa lingua e quiçá do mundo, trabalhou em várias frentes, suas palavras nunca forma vazias, sempre com conteúdo, político, de amor, de vida...Que bom Tais, isto é uma espécie de reverência, postando um poema dele, e mais que isso, leva sua poesia para a vida de cada um que aporta por aqui, se já não conhecia, tem um belo banquete com esta magoistral poesia.Obrigado minha amiga.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu bom amigo Jair,
      Gullar é daquelas pessoas que quando fala prestamos a maior atenção, algo de proveitoso deverá vir.
      "Como adultos, passamos a vida inteira compensando nossa infância. Completando-a, sentindo saudades dela, fugindo dela também".
      E não é assim? Concordo com tudo o que você disse a respeito.
      Gosto muito dessa parte:
      "Uma parte de mim
      pesa, pondera:
      outra parte
      delira."
      Jair, você sabe como aprecio sua visita sempre querida, gratíssima. A gente se diverte com essas réplicas. Não só conhecemos como aprendemos uns com os outros.
      Grande abraço!

      Excluir
  12. Olá Tais,

    Sem dúvida, uma grande escritor e justamente apontado como um dos maiores poetas brasileiros de todos os tempos . Tive oportunidade de assistir e de ler algumas entrevistas com ele e o achei admirável.
    Este poema, cuja interpretação musical vi em parte no vídeo, é espetacular e me remeteu à música 'Metade', de Oswaldo Montenegro.
    Bela postagem! Ferreira Gullar merece este destaque.

    Feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Verinha, além de genial poeta e outras atividades literárias, admiro Gullar como pessoa. Há muitos vídeos com ele.
      Grande beijo, obrigada pelo carinho da visita, sempre querida.

      Excluir
  13. Admiro demais a lucidez de Ferreira Gullar!
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Estela, concordo plenamente!
      Obrigada pelo carinho da visita.
      Beijo, amiga, saudades de você.

      Excluir
  14. Na verdade, Tais, clareza tão clara e objectiva, é difícil.
    Um belo Poema e uma boa escolha tua.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amigo Sol, concordo, e assim são as pessoas cuja trajetória de vida aparece em seus poemas e nos cativam.E passamos a admirar exatamente por causa disso.
      Beijo! Obrigada pela visita.

      Excluir
  15. .

    Gosto muito de vir por
    estas bandas.

    Um beijo.



    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Silvio, também gosto de recebê-lo!
      Grande abraço, volte sempre.

      Excluir
  16. Tais, ele sempre mereceu minha admiração. Um homem consciente de tudo que acontece e que escreve apaixonantes versos. E não é magistral apenas na poesia, mas no pensar e no dizer. Gostei do vídeo. Só mesmo nos voltando para homens assim, a fim de esquecer os tantos outros que nos amarguram (rss). Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss, só você, mesmo, mas não deixa de ser verdade! É magistral num todo, principalmente falando do cotidiano, das coisas básicas da vida. Não complica e não enrola.
      Beijo grande!

      Excluir
  17. Olá Tais! Bom dia!!!
    Acho que já te seguia, porém só agora puder ler seu blog!
    Que belo poema e postagem...
    Tudo que postas e belo!
    Gostei muito daqui, e voltarei!

    Beijos e beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lily, sim, já me segues, e eu a ti, mas são tantos que às vezes nos perdemos.
      Muito obrigada pelo carinho da tua visita!
      Beijinho!

      Excluir

QUERIDOS AMIGOS:

1 - Este blog não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso