17 de abril de 2011

COISAS ANTIGAS: VOLTE AO TEMPO!


- Tais Luso de Carvalho

Vou começar com um pequeno introito - sobre propaganda e que vale a pena -, mas depois quero ver se você vai encarar umas coisinhas do tempo do onça! Eu já encarei algumas; e vi como o tempo passou...

Bem, o termo Propaganda parece ter sido empregado pela primeira vez em 1633, quando o Papa Urbano VIII designou um grupo de trabalho constituído por cardeais e encarregados das missões: Congregação de Propaganda da Fé – que depois ficaria conhecida apenas como Propaganda.

Essa palavra possuía o sentido específico de propaganda de idéias ou doutrinas. A atividade de informar e persuadir, com o específico fim de vender tinha - na Inglaterra - um termo apropriado advertising, o que significaria na língua portuguesa o sentido de divulgação comercial.


Os mercados da Antiguidade reuniam produtores e consumidores envolvidos diretamente em barganhas pessoais. Mas com a divisão do trabalho e da produção – que resultava em ofertas diversificadas de bens e serviços –, o produtor foi obrigado a procurar um intermediário: o comerciante!

Tal processo emprestou o anonimato às relações produtor, intermediário, consumidor. A paternidade da propaganda norte-americana, por exemplo, é atribuída a Benjamim Franklin, que em 1929 começou a publicar em sua Gazette, na 1ª edição, a propagando de um sabonete. Um século mais tarde surgiram nos jornais europeus a nova atividade profissional que vinha se formando: a publicidade comercial.





Com o aparecimento de outros meios de comunicação – rádio, cinema, televisão, etc. - a publicidade ganhou novas dimensões. E o desenvolvimento das ciências sociais – sobretudo da economia política e da psicologia aplicada – permitiu que as técnicas e artes publicitárias passassem a apoiar-se em bases racionais e até mesmo científicas.

Com o tempo os escritórios de corretagem de anúncios passaram a oferecer serviços suplementares, a título de promoção, decido à crescente concorrência no ramo. A redação de anúncios que era feita pelos próprios anunciantes, passou a ser preparada por pessoal contratado pelos escritórios. Posteriormente quando se percebeu a importância dos elementos visuais na propaganda, os corretores passaram a contar com ilustradores entre seus funcionários.


Uma grande distância separa os primeiros Corretores de Espaço das modernas Agências de Publicidade. Formou-se um mundo completamente diferente e que muitos de nós ainda vivenciamos.
Então tá, vamos refrescar nossa memória com algumas lembranças aí embaixo: 


Lembram de terem escrito alguma vez com caneta Parker 51? Ou mesmo a caneta Sheafers? Hum... E lembram da famosa Glostora que se passava no cabelo para dar brilho? E aquele medonho óleo de Mocotó?


Lembram, vocês, da Lambreta, Romiseta? 



Do Cadilac, Pontiac, Wemaguete, Doufini, Gordini, e aquela enorme banheira de quatro rodas Hudson? Fora o Fusquinha, é óbvio... E o Oldsmobile!! Hum, to lembrando demais...


Lembram das propagandas dos discos da RCA Vitor, Philips, Continental, Odeon, Copacabana ou Poligran de 78 e 33 rotações? Os discos de vinil são de 1948 - até hoje tem gente louca por eles! As capas eram sensacionais. No meu blog Das Artes, falo sobre elas.

Lembram que os primeiros aparelhos de televisão eram Semp, Admiral, Colorado, Windsor...Tudo em preto e branco, maravilha... E você lembra se sua mãe costurava numa modernosa Singer, Vigorelli ou Elgin? Minha mãe tinha uma ELNA portátil, verde. Era meio diferente, ela andava com o movimento do joelho: no joelhaço!! Muito esquisito aquilo...Dizem que era da Suíça.




Lembram daquelas enceradeiras barulhentas que nossas mães usavam? E da cera Parquetina que deixava um brilhaço na casa?
Por acaso alguém chegou a usar um sapato chamado CLARK? E o sapatão VULCABRÁS? Hum... Também existiam as camisas Volta-ao-mundo, as blusas de Ban-lon, as calças de Brim-curinga que não encolhiam, e as de Lycra
E não esquecendo a tal saia plissada... Que coisinha bem feia, parecia um abajur! 
Lembram se viajaram pela Varig, todos emperiquitados e pagaram uma nota? Mas valeu, hein... Não tinham descoberto, ainda, as barrinhas de cereais...As gloriosas!



Você, amiga... Alguma vez foi chamada de brotinho – e fazia aquele sorriso meio forçado?  Chegaram a tomar suco de Groselha - com água - ou viram o nascimento do Q-Suco?  Tomaram Grapette e Crush



















Lembram daquelas caixinhas de fósforos que vinham com propagandas? E que muitos se entupiam para formar sua coleção? Pois é,  deixo aqui para os saudosos... Todos pegavam para ver a novidade em propaganda. 
Adorei ter recebido de um leitor. 

Clique para aumentar 
Alguém de vocês conheceu os brinquedos Bambolê e Prato-chinês que surgiram lá por 1958 nos Estados Unidos? Jogaram Cinco-Marias ou brincaram com Bonecas de Papel que vinham em revistas para serem recortadas?
Vocês lembram da propaganda  da pomada para acne Minâncora? Putz, que coisa horrorosa... 


Aprenderam a bater à máquina numa Remington? Era um dureiro, mas era legal... E tínhamos de se bater com os dez dedos.


Lembram destes radinhos?




Nunca tiveram uma maquininha Kodak, Polaroid... Seu pai não tinha uma Rolleiflex, heim? Lembro que o meu tinha... Dava um trabalhão!!


Alguém lembra da Rhodia? Usaram meias de nailon Lotus, cobertor Parahyba, tomaram Biotônico Fontoura?
Chegaram a ver uma propaganda do Sonrisal?  E deu ainda pra ler as histórias do Jeca Tatu?  


Vocês são do tempo que os padres rezavam missa no altar-mor, de costas para os fiéis, falavam em latim e as mulheres comungavam de véu branco ou preto? E que faziam o sermão no púlpito? Que coisa, heim?
Hoje se pega a hóstia na mão, se entra na igreja de bermudão e havaiana.  A legítima chinelagem...Tempos modernos, né, gente?!
Vocês ainda lembram do sabão em pó Rinso? Pois é...Sumiu?

Bem, então tá tudo bom, esse papinho - meio pirado - foi apenas pra mostrar algumas propagandas antigas... Mas se vocês conhecem muitas destas fotos, acredito também que - quando crianças – choraram no filme Marcelino Pão e Vinho (1955) e assistiram Lá Violetera (1958) com Sarita Montiel... Vai dizer que não?! 

Bem, vou parar por aqui, com tantas coisas pra mostrar sou capaz de ir com muito  entusiasmo e acabar me encontrando com Michelangelo, lá no Renascimento...    


  
VEJA ESSE VÍDEO!!



63 comentários:

  1. Lembro de tuuuudo...Sou jurássica,srs

    Mas é tão bom rever e lembrar!

    beijos,ótima semana!chica

    ResponderExcluir
  2. Kkkkkkk! Vi quase tudo isso, rs, belas lembranças!

    ResponderExcluir
  3. Lembro de algumas coisas...kkk
    Recordar é viver!
    Boa semana!!
    Carla

    ResponderExcluir
  4. Eu não lembro de tudo, mas meu marido lembra! Senti-me até nova perto dele que ja usou tudo e teve até lambreta rsrsrsrsr.
    É gostoso voltar no tempo, relembrar a infância e juventude.
    Abraços e uma ótima semana pra você.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Taís!!
    Que postagem fantástica,inteligente e para mim funcionou com um ótimo início de semana.
    "Eu me lembro com saudade o tempo que passou....
    O tempo passa tão depressa,mas em mim deixou..."(Roberto Carlos)
    A medida que fui lendo, um sorriso se abriu,pois me lembro de todas elas.
    Quero tbém agradecer a sua presença e carinho..Obrigada,viu?
    Estou mesmo precisando perto de mim, pessoas como vc.Valeu!!
    Linda semana.
    Emilinha

    ResponderExcluir
  6. Tais: Me lembro das coisas mas há coisas que eu não gosto tais como bebidas alcoólicas e coca-cola.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  7. Você é show!
    Você conseguiu um catálogo de preciosidades neste post.
    Uma aula de história.
    Ameiiiiiiiiiiiiiiii.


    bjs e abençoada semana.

    ResponderExcluir
  8. Viver o passado em boas recordaçôes.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Taís!
    Dssas antiguidades todas realmente eu não lembro, pois no meu interior do Piauí quando muito chegava o rádio, sendo que, para mantê-lo funcionando, era preciso fazer estoque de pilhas, cuidado que nem sempre se teve. Mas tenho saudade da "Kolynos"; essa é minha antiguidade mais preciosa.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Taís!

    Pois é amiga, um pouco de saudosismo não faz a ninguém e é tão bom ter histórias para contar. Como eram simples tantas coisas diante hoje de tanta tecnologia.

    Lembro-me praticamente de quase todas os ítens que você citou. Eu nasci no interior de Minas, onde meu pai era comerciante. A nossa loja que na época chamávamos de "Venda", tinha os artigos mais variados que possa imaginar. Vendíamos desde panelas de ferro, tecidos (riscado, tricoline, alpaca..rsrrs), apetrechos para caixões (tecido, aldravas, alças de metal)isto mesmo, pois naquela época não se faziam estas modernas urnas de madeira. Oléo e brilhantina Glostora, pó de arroz Lady e até Cibalena, além do Alka Seltzer. E vai por ai...rsrs

    Amiga Taís, suas crõnicas são ótimas e a forma como as conduz as tornam muito agradáveis.
    Um grande abraço e obrigada pelos amáveis comentários.
    Celêdian

    ResponderExcluir
  11. Nossa.... acho que reconheci umas cinco.....

    ResponderExcluir
  12. Taís,
    Que lembranças gostosas! Eu vivenciei tudo isso. O primeiro picolé que conheci foi o de groselha e na escola, na hora da merenda a gente comprava na cantina um copo de refresco também de groselha (rsss).
    E eu ainda fechei com chave de ouro, pois ao me formar em Engenharia Química, meu primeiro emprego foi na fábrica que fazia a Brilhantina e o Óleo Glostora (rss).
    Adorei a postagem!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Ah, Taís, que crônica gostosa de ler. Me identifiquei com tantas coisas aqui, senti cheirinho de infância e o gostinho do Biotônico Fontoura veio na boca...delícia...adorava quando minha mãe me "obrigava" a tomar. Chorei sim, quando assisti Marcelino, Pão e Vinho, e outro dia baixei pela internet e coloquei pros meus netos assistirem, fiz a maior propaganda, hhhummm....não deram a mínima!!!! Outros tempos né querida? Sei lá, acho até que grande parte da sensibilidade ficou lá trás...Bjs linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera Lucia23:32

      Me lembro de algumas coisas daí,mas sobre o que v falou,os netos não deram a mínima, se nem os filhos dão imagine os netos,mas eu tbém acho que eles estão perdendo a sensibilidade

      Excluir
  14. Olá Tais
    Seu post está perfeito. Adorei a parte histórica, mas acabei ficando preocupado. Acho que envelheci rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  15. Bom dia, querida amiga Tais.

    Que maravilha de documentário, menina...

    Lembro-me da propaganda do Palmolive.
    A caneta Parker eu comecei usando no ginásio. Depois, trabalhei fazendo escrituração de livros contábeis, usando-a por muitos anos.

    Máquina de escrever, eu devo ter usado de todas as marcas, até que veio a máquina elétrica de (esfera), que era o máximo.

    A lambreta era o sonho de consumo dos rapazinhos.

    A propaganda do "Glostora", e tudo o mais que você postou.

    Amei... Foi igual a máquina do tempo.

    Um grande abraço.
    Feliz Páscoa!!

    ResponderExcluir
  16. Pôxa quanta novidade para mim! rsrsrs, quisera mesmo não ter visto alguma dessas coisas, mas foi um tempo bom, por que então não recordar, não é mesmo?

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Hehehehe, algumas coisas eu vi....
    Isso que é um calendário publicitário, rsrs.... Muito bom, ver o tempo passar é bom sinal, estamos vivendo.... Bj!

    ResponderExcluir
  18. Bom dia,Taís!!

    Que trabalho interessante de pesquisa fizeste!! Muito bom!!
    Nossa, mas não vi tudo isso...rsrsrs
    Mas lembro bem de alguns!!
    Adorei a parte histórica, é muito interessante ver o começo, pena que hoje em dia estão usando as propagandas para manipular o consumidor...não só vendendo o produto!
    Beijos pra ti!!
    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  19. Menina, há quem diga que eu fui "marémoça" na arca de noé. rsrs Sou do tempo do bonde, do lotação, do mercúrio- cromo, da rádio Nacional, da Revista do Rádio, do lança-perfume; "Conceição, eu me lembro muito bem" do Cauby jovem, da Emilinha, da Marlene, da Angela Maria e seu Babalu-aiê, - como é que eu iria esquecer desses
    "reclames" que você evoca aí,nessa bem-humorada e excelente crônica?! rsrs

    Impossível não me lembrar da loção Acqua-Velva, do Brylcreme, do Regulador Xavier, do papel higiênico Tico-Tico, do Modess,do perfume Lancaster, do Simca Chambord, do sabonete Benjoim, das Casas da Banha, do fenemê ou do JK, das Casas Pernambucanas, da colônia Madeira do Oriente,... ou ainda dos jingles que iam direto ao topo da mente...

    "No ar
    mais um Caravelle
    da Cruzeiro do Sul;
    à bordo, tudo azul!"

    "Se a lâmpada apagar,
    Não adianta reclamar,
    Nem bater o pé...
    O que resolve,
    É ter logo à mão
    Lâmpadas GE."

    "Neste Natal,
    Lembre-se de mim...
    Neste Natal,
    Lembre-se de mim...
    Dê para quem ama
    Um cofrinho da Delfim."

    Bom demais ler um texto que nos diverte ao revirar o mais fundo das nossas lembranças. Bjs, amiga. E inté!

    ResponderExcluir
  20. Lembrei outro, Taís, que os que se candidataram e, por sorte, não foram selecionados para comissários de bordo no Zepelin, rsrs hão de se lembrar. rsrs

    "Seu Cabral ia navegando,
    quando alguém logo foi gritando:
    "Terra à vista!"
    E foi descoberto o Brasil.
    A turma gritava:
    "Bem-vindo Sêo Cabral"

    Escreve aí, ó Caminha,
    para o nosso Querido Rey,
    que a terra é linda e generosa,
    que é gente muito bondosa.

    Mas Cabral sentiu no peito
    uma saudade sem jeito...

    Volto já pra Portugal,
    quero ir
    pela Varig

    Varig/Varig/Varig
    "

    De novo, bjs. Inté, querida amiga.
    que é gente mui

    ResponderExcluir
  21. Oi JU!! Menina, tem tanta coisa, foi muito difícil escolher pouca coisa... Minha vontade era de postar muito mais, mas ficaria um texto enooooorme! Têm certas coisas que é melhor ficar quieta... rsrsrs
    Se eu for muito longe vão pensar que andei pintando algumas cavernas do período PALEOLÍTICO... rsrs

    Os comentários, acima, estão muito interessantes... Voltarei no final.
    beijão grande.
    tais

    ResponderExcluir
  22. Recordo-me de algumas, estava eu no interior de Angola e até aos 22 anos não via TV. Nessa altura eu fazia radio e a publicidade era em directo até parecia ter imagem no ar. Conheço aqui algumas de revistas.
    Excelente trabalho, grato pelo seu precioso trabalho.
    Beijo

    ResponderExcluir
  23. Taís, conseguiu me fazer sentir velho!! Rsrsrs Lembro de muitas coisas dessas... algumas não chegaram a ser do meu tempo de criança... mais ainda havia resquícios delas na minha infância. há alguns e-mails que correm por ai nos fazendo lembrar de muitodessas coisas... mas só você me fez lembrar do Biotônico Fontoura!!! Meu Deus!!!!! Rsrsrs

    Beijo grande Taís!!

    ResponderExcluir
  24. Confesso que vi e vivi, quase tudo...rs
    beijos querida e Feliz Páscoa.

    ResponderExcluir
  25. Nossa! Uma viagem no tempo. Eu me lembro de alguma coisa.
    Abraços!
    Kenny Rosa
    http://cronicandocomvoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Olá Taís! Belo texto! Muito gostoso de ler. Me fez voltar aos tempos de criança, quando via minha mãe escutar pelo rádio, a novela "O Direito de Nascer" que era patrocinada pelos produtos Regina e das "Pílulas de Vida do Dr. Rossi". Rsrs.

    Beijos e ótima Páscoa pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  27. Be-a, bá
    Be-e, Bé
    Be-i, bi ô tônico fontoura!!!!

    hahaha! Me lembro até dessa musiquinha. E ainda dizem as más línguas que eu comecei a gostar de tomar bebida alcóolica por causa do tanto de alcool que continha o antigo biotônico. E me lembro de muitas coisas que você citou aqui. Tais!

    E quanto às origens da propaganda, Tais, acho que vou um pouco além: dizem por ai que quando Deus disse "crescei e multiplicai", algum espertinho resolveu criar uns produtos acessórios para essa vida que prometia ser fecunda e criou as primeiras propagandas. hahahaha! Adorei! Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  28. Ri muito com a gauchada...., muito bom o texto...

    beijinho, valeu

    ResponderExcluir
  29. Querida amiga excelente post, fez-me voltar uns anitos atrás.
    Hoje passei especialmente para lhe desejar uma Páscoa muito Feliz, que Ela nos traga uma mensagem de Paz, Harmonia, Esperança e Amor.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  30. Tais, estou passando só para te desejar uma Felz Páscoa. quanto a sua bela crÔnica já fiz mu comentário anteriormente.
    Bom fim de semana.
    Abraços
    Magnólia

    ResponderExcluir
  31. Amei a viagem no tempo , Taís. Me lembro de tudo isso, uau, sou antiga...ou melhor vintage, que é mais chic, rsrsrss.
    Lembro do 1º carro de meu pai, um Fordão verde.Nossa 1ª Tv era SEMP e havia também o sabonet Cinta-Azul que patrocinava os episódios do Bat-Masterson!
    Bem por hoje chega de nostalgia.
    Òtimo feriado p/ vc e família.Uma Feliz Páscoa!
    Bjo grande,
    Calu

    ResponderExcluir
  32. Que esta passagem traga realmente renascimento, amor, esperança e harmonia!
    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  33. "Algumas coisas são explicas pela ciência, outras pela fé. A páscoa ou pessach é mais do que uma data, é mais do que ciência, é mais que fé, páscoa é amor." (Albert Einstein)
    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  34. Taís querida vida renovada nessa Páscoa do Senhor e muito amor em sua vida.
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  35. É duro ter que admitir mas passou um filme na minha cabeça enquanto lia cada linha. Vivi, vi e experimentei quase tudo isto. Bons tempos. Valeu a viagem. Abraços.

    ResponderExcluir
  36. Cara Tais

    Lembro de muitas dessas coisas e vc me fez lembrar de produtos que já havia me esquecido. Lembro-me que ao chegar em casa um dia deparei com meu pai assistindo televisão e colado nela um plástico multicolorido. Questionado meu pai respondeu que aquele plástico tornava a imagem da tv colorida.
    Coisas de um tempo que se foi.
    Bjs

    ResponderExcluir
  37. Taís,
    Fiquei com um saudade danada da "Super Quink" e de ter visto o "Marcelino Pão e Vinho" (confesso que não resisti e comprei há uns dois anos o DVD, que encontrei, feliz da vida). Mas acho, realmente, que tenho saudade é de mim.
    Vim lhe informar, entretanto, que, depois de algum tempo em compasso de espera, pois eu fazia obras em meu apartamento do Rio de Janeiro - minha cidade maravilhosa! -, Flamengo, para onde voltei, voltei a postar em meus blogues. Aguardo amigas e amigos queridos, como você, em uma visitinha lá.
    Um abraço,
    Eliane F.C.Lima

    ResponderExcluir
  38. realmente este blog é ótimo eu gosto muito de nostalgia,vi coisas que nem lembrava mais...ótimo,um abraço.

    ResponderExcluir
  39. Nao tenho mais que quarenta e seis anos, mas me lembro de boa parte delas. Muito legal. Parabéns!

    ResponderExcluir
  40. jorgmoises17:51

    Gostei muito e olha que so tenho quarenta e cinco anos e conheço a maior parte delas. Muito legal. Parabens
    Jorg

    ResponderExcluir
  41. Faço um blog que se chama Acaraú pra recordar e como gostei demais postei o texto no referido blog citando a fonte e referência,agradeço a compreensão.

    ResponderExcluir
  42. Gostei muito de seu Blog Tais, nota 10.

    ResponderExcluir
  43. Olá, amigos, que bom que gostaram desta postagem, fico muito feliz. Agradeço a todos vocês! E deixo o convite para lerem as outras postagens.
    Abraços!!
    Tais

    ResponderExcluir
  44. Bacana Tais, adorei a postagem, eu tenho almanaques do Jeca Tatu, propaganda do Biotonico Fontoura, guardo com maior carinho tenho muitas outras antiguidades que guardo com muito carinho. Abraços!

    ResponderExcluir
  45. Popie Tais.. ue escrevi muito com caneta Parker e usei tinta Quink (às vezes pintava os dedos rsrsrsr). Meu pai tinha uma Lambretta, alem do carro.Adorei seu post .. ele me trouxe recordações de infancia, de familia e de um tempo em que era mais feliz, ou talvez, menos consciente dos problemas do mundo. Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  46. Anônimo21:46

    Lembrei de algumas coisas e amei tudo isso, você é muito legal e eu fiquei maravilhada com o seu post e as lembranças.


    mil beijos para você. Obrigada.

    ResponderExcluir
  47. joão13:26

    Eu tive o prazer de viver na época destas propagandas, tempos dourados, privilégio de quem viveu nesta época. abraço, valeu mesmo.

    ResponderExcluir
  48. Eu gostei do site
    mas só tenho sete anos mas minha vó me explicou, vou ler mais agora nas férias, obrigada . Ana Clara Saraiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Silvia, você tem só sete anos? Que bom que você gostou, vou lhe esperar!
      Então bem-vinda ao blog.
      Beijinho pra você.

      Excluir
  49. Anônimo15:40

    muito muito bom

    ResponderExcluir
  50. Lindo..lindo..lindo lembro da maioria das coisas que fizeram parte de minha infancia e juventude. Meu pai tinha uma Labretta e ele e minha mão viajaram para São Jose dos Campos (mais ou menos 110 Km daqui) varias vezes de Lambretta. Eu era muito pequeno e fiquei com meus avós.
    Eita.. estou ficando velho, ou melhor, estou ficando mais experiente. Lembrei de uma frase de Yoko Ono. "Conheço jovens de 90 anos e velhos de 25. A idade esta na mente" - ou algo assim.
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sig, esta postagem não sai nunca das mais lidas, está sempre em primeiro lugar. Veja o que são nossas lembranças!
      Abraços, também!

      Excluir
  51. Amei tudo isso e me lembrei muito da minha infância e juventude. Me lembrei do Óleo de Fígado de Bacalhau. quem tomou ?

    ResponderExcluir
  52. kkkk, o que é eu vim fazer aqui?
    Vixe só para perceber que estou velho kkkk
    Muito boa Taís.
    Ainda tenho aquela maquina fotografica como decoração.
    Saudade do Grapette.
    Gostei.
    Abraços.
    Bju amiga.
    e nem falou daquele famoso na Tv: já é hora de dormir não espero mamãe mandar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss, os cobertores Parahyba!!!
      https://www.youtube.com/watch?v=YOJIvWHyEd4
      bjus, amigo Toninho.

      Excluir
  53. Tais, eu não conhecia seu blog quando dessa postagem. Nossa, que delícia ver coisas antigas, mesmo que estejam a me mostrar que não sou mais criança (buáaaaaaaaa). Eu convivi com algumas delas (kkk), mas só guardo um velho lampião e a máquina de costura de minha mãe, que é ANKER.
    Dei uma olhada nos comentários e senti saudade de alguns amigos, como o Cacá, a Carla... que abandonaram seus blogues. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsss, meus blogs nasceram em 2006, Marilene! É bom rever essas matérias de anos, assim corrijo algumas coisinhas que constatei...
      Eu sabia que iria gostar, as postagens estão na lateral, todas! Mas não por data, por assunto.
      Beijo grande! Também gosto de rever os amigos.

      Excluir
    2. Tais, eu fechei o Momentos Fragmentados, por um tempo, porque comecei a reler os poemas e percebi que mudei, que algumas postagens precisavam ser revistas, que desejava algo novo (rss). E ele nem chegou aos 5 anos (kkk). Bom saber que o seu começou em 2006 e que tem muitas coisa para eu ler, ainda. Bjs.

      Excluir
    3. Espero que um dia você abra o 'Momentos Fragmentados', que nos devolva...
      Beijo!

      Excluir
  54. Encontrei, a poucos dias, um frasco deste Óleo glostora intacto, na casa de um tio avô.

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso