5 de fevereiro de 2009

LÁGRIMAS DE TRISTEZA


- tais luso de carvalho


Fiquei sensibilizada com esta foto que me enviaram. Foi na posse de Obama. Recebi além desta, muitas outras fotos, dignas de serem guardadas. Mas esta diz muito: estas lágrimas não eram de felicidade e de euforia: me tocaram como lágrimas de uma vida sofrida, de gente humilhada que ainda sofre; lágrimas de um pedido de ajuda que nunca veio, ou se veio para alguns, que poderão se beneficiar, chegou tarde para os outros.


Resolvi postar essas fotos com a intenção de mostrar do que o povo norte- americano branco foi capaz de fazer com seu semelhante, de outra etnia (de cor negra); o tanto que uma raça se julga superior e como a história se repete! Esta foto, expressivamente triste, bem demonstra o tanto que temos de maldade, e como sabemos empregar a força para aniquilar os outros.


A euforia pela posse de Obama serviu para a auto-estima não das minorias, mas de uma nação escravizada e pobre que nunca foi minoria. Escravizar negro, e além de negro, ainda pobre, sempre foi fácil: é como bater em criança. Os negros cresceram obrigados a pedir desculpas pro dotô; cresceram querendo afilar o nariz; cresceram alisando os cabelos e ficando na defensiva pela sua condição étnica - que foram convencidos de estar fora dos padrões exigidos pela sociedade.


Acabei de receber um vídeo mostrando uma entrevista cruel de como crianças negras sentem-se feias e más pelo de sua cor ser negra. As brancas de olhos azuis são o modelo do bem e do belo. Este vídeo está rodando na Internet. Assim são criados os negros: sem auto-estima, sem perspectiva, e a maioria na pobreza absoluta.


Gostei de ver fotos do presidente Obama caminhando de cabeça erguida nos palácios ricamente ornamentados, entre poderosos, entre brancos letrados e poder mostrar que agora quem reina neste império ganancioso  é ele, aquele que um dia teve um pai que não podia almoçar em restaurante por ter sua pele negra; aquele que não podia estudar nos mesmos colégios dos brancos; aquele que não podia andar nos mesmos meios de transportes. Os negros são de outra casta, segundo a onipotência dos brancos.

E agora, milhões de brancos do mundo inteiro depositam suas últimas esperanças nele. Como as coisas mudam. E agora, senhores brancos, ainda estão com preconceito quanto à cor da pele? Ainda faz alguma diferença a cor negra, amarela ou branca?


Sei que é cedo, porém espero que Obama esteja preparado. Por certo cometerá seus erros, mas só o fato de enxugar milhões de lágrimas de seu povo de origem africana, de ser hoje o orgulho e a esperança de gente excluída, já não o julgarei. Se não der certo é porque as barreiras continuam. Porque vontade não falta. E nem o apoio das massas.
Mas essas são as que menos mandam.
.

' Sim, nós podemos...'
.



15 comentários:

  1. Bem observado, Tais. Creio que as suas esperanças representam a de muitos excluídos.

    ResponderExcluir
  2. Que as esperanças de todos os que nele confiam, nunca sejam atraiçoadas. Não serão.....Pior do que foi, nunca será.

    ResponderExcluir
  3. Bernardo23:34

    Que ironia do destino, como você disse "agora milhões de brancos do mundo inteiro depositam suas últimas esperanças nele." Parece que vivemos novos tempos,tempos de cobrança de contas. Acho que o mundo ainda não teve tempo para analisar essa nova realidade...a crise...um negro presidente dos EUA. Seu texto é uma tentativa de análise, mas como você mesmo disse ainda é muito cedo para tirarmos conclusões de tudo isso que estamos vivendo. Mas acho que apesar da crise, do massacre dos palestinos, da miséria e guerras genocidas na Africa, o mundo está vivendo um momento de renascimento. A era Bush foi a grande treva, como a Idade Média, agora talvez tenhamos o Renascimento contemporânio.

    ResponderExcluir
  4. Estimada Tais Luso de Carvalho , essa sua Crónica, chega a molhar nossos olhos, tal a emoçào que senti ao ler, meus cumprimentos, voce foca o foco profundo e humano do evento.
    Quero fazer-lhe um convite para visitar o meu segundo espaço aqui, e deixo o Link.
    Com admiração,
    Efigênia Coutinho
    http://efigeniacoutinhoamigospoetas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Acho que estão depositando muita confiança em Obama, isso não é ruim, mas mesmo que a gente não note, estamos fazendo um coisa ruim...

    Vou explicar melhor, estamos fazendo que só apenas ele seja responsavel para que o mundo seja "consertado", e não num trabalho conjunto dele e nosso para consertar o mundo.

    Mas não custa ter esperança que Obama pode consertar o mundo.

    Fique com Deus, menina Tais.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Daniel:

    Meu enfoque, neste texto, foi mais sobre o preconceito em relação aos negros; como crescem e o tanto que sofrem pela discriminação.

    Comecei destacando a primeira foto, que, na minha visão não são lágrimas pela ‘posse’ em si, mas vi lágrimas de tristeza por uma vida de tantas lutas para serem aceitos. E de tantos massacres.

    E, as outras fotos, coloquei para realçar o luxo a que me referi, dispensado ao primeiro presidente negro dos Estados Unidos. Adorei ter visto isso.

    Sobre o desempenho de Obama, temos de esperar, é cedo, ainda.

    Volte sempre!
    Um abraço
    Tais

    ResponderExcluir
  7. Gracias, muchas gracias por unirte a los seguidores de mi Blog. No sé mucho portugues pero te seguiré e iré intentando entender tus post.
    Muchas gracias.

    ResponderExcluir
  8. Gracias muchas gracias por unirte a los seguidores de mi blog. Yo intentare entender lo que en tus post nos comunicas, y si no pues usaré algún traductor.
    Muchas Gracias.

    ResponderExcluir
  9. Taízinha minha amiguinha...como sempre arrasando!
    Realmente a foto desta mulher "negra", revela e destaca um dos piores sentimentos que possam existir, que é o preconceito! Essa palavra amarga, que corrompe, destrói a figura humana, como se fosse nada... Realmente é triste ver que temos que mostrar a todo momento que somos todos iguais -pois viver já é um ato difícil, imagina sofrer na carne uma rejeição?
    Dizem que os olhos são espelhos d'alma, e olhando esta mulher, sentimos , sofrimento, tristeza,e isso dói!
    Beijinho, beijinho!
    Wal.

    ResponderExcluir
  10. Tais, ora aqui está um post que eu gostaria de ter escrito se para tal me chegassem o engenho e a arte.

    Recebi essas mesmas fotografias e esse mesmo vídeo que me deixou terrivelmente impressionada. Como criancinhas tão pequeninas podem já estar tão condicionadas por uma sociedade que sempre escarneceu da raça negra!

    Na verdade, a fotografia que dá origem ao post, provocou-me o mesmo sentimento; não são de alegria as lágrimas, contudo espero que no meio da evidente tristeza, haja laivos de esperança. Porque se Obama já não veio a tempo de evitar um mundo de sofrimentos a alguns, poderá mudar muita coisa para outros.
    Embora seja bom que não nos esqueçamos que vai ter uma vida muito difícil. A conjuntura económica é péssima, e, que me conste, o senhor não faz milagres.

    Um beijo e o desejo de um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Lembrei da música O Estrangeiro: O macho adulto branco sempre no comando...riscar os índios, nada esperar dos pretos...

    abraços.

    ResponderExcluir
  12. Tais

    O teu texto, também me sensibilizou muito, na medida que tenho estudado um pouco a história do negro americano. Muito também, porque tendo ido mobizalizado, para a guerra de Angola, procurei ir conhecendo a realidade.
    Por exemplo estive algum tempo na cidade da Gabela. Fui adido a um pelotão, onde apenas eu e o alferes eramos brancos. O nosso trabalho era na psico-social. ìamos a grandes fazendas, era-nos sempre oferecida uma churascada á africana. os dois brancos comiam à mesa, com os senhores, os negros, como eram soldados, também comiam churrasco, mas sentados pelo chão. Isso confrangia-me muito.
    Recordei as cenas e emocionei-me!
    Daniel

    ResponderExcluir
  13. É triste ver como o preconceito (racial, social, etc) ainda oprime tantas vidas, tantos povos. Mas há sempre uma esperança de um futuro melhor! Creio que esta geração está bem mais atenta aos valores de cada povo do que a de outrora. Graças a Deus!!

    LU MARIA

    ResponderExcluir
  14. Oi Taís , que linda, sábia e verdadeira crônica. Fiquei emocionada com suas palavras, eu espero que sinceramente Obama seja o tapa com luva de pelica que todos os brancos de nariz em pé e preconceituosos mereçem. Eu tenho muita fé nele, embora ainda seja cedo para comemorar as verdadeiras vitórias,mas só o fato do povo dos Estados Unidos terem elegido um presidente negro com toda certeza já é umas das maiores vitórias e não só para os negros, mas para todos que um dia foram tratados com preconceito e humilhados por qualquer ser desprovido do senso de respeito, justiça e dignidade. Barak Obama provou que é possível mudar o rumo da história de todos os excluídos.
    Beijosss e já estou te seguindo!!!

    ResponderExcluir
  15. Oi amiga, nesta crônica você conseguiu me deixar muito sensibilizada com a etinia negra, que tanto merece o nosso respeito como qq um branco. PARABÉNS!
    Aproveito pra dizer que esta e outras de suas crônicas, eu postei tb no meu blog, pois são maravilhosas.Não tiro os créditos pq o mérito é todo seu, com certeza. Obrigada.

    ResponderExcluir

QUERIDOS AMIGOS:

1 - Este blog não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso