5 de agosto de 2017

O MARTÍRIO DE UMA INSÔNIA!



- Tais Luso
Penso que sou notívaga. Noto que meu cérebro fica mais disposto à noite. As desgraças e as alegrias dos noticiosos, as ideias para minhas crônicas, tudo aflora melhor à noite. Meus pensamentos entram noite adentro. Nada tem hora...
No meio da noite, ouço no rádio o anúncio de uma Funerária dizendo-se  A mão amiga nas horas difíceis. Putz... que coisa mais esdrúxula. Imediatamente subo o Dial do rádio, não sou amiga de Funerária nenhuma. Fui para outra rádio, na qual um programa sobre doenças toma conta da emissora boa parte do fim de semana. Mas nem morta ouviria essa gente obcecada. Meu pai tinha a mania de ouvir rádio lá pelas madrugadas, quando perdia o sono. Lembro que aquilo me preocupava. Mas o fruto  caiu ao pé da árvore.
Nas noites dos fins de semana passo trocando as estações na esperança de encontrar algo que me tranquilize, mas um certo pastor, muito desesperado, me coloca em parafuso quando fala do Armagedom e no final dos tempos. Incrível, como a criatura berra!! Sinto que estou à beira de um ataque. Desligo o rádio novamente.
Pego as Cem Crônicas Escolhidas – de Rubem Braga – e tento me acalmar, mesmo com a luz fraca da cabeceira para não acordar Pedro. Mas não consigo me concentrar muito em Rubem Braga. Sinto-me muito acesa. Ligo o rádio novamente. Entre uma música e outra o locutor anuncia um crime, uma degola, um esquartejamento nos quintos dos infernos. Cutuco Pedro e lhe conto o esquartejamento. Nada! Falo sozinha. O homem dorme como um anjo. Me apavoro com o esquartejamento e a degola até o dia raiar e poder, então,  dividir a desgraça. Pego o celular e abro meus e-mails. Lá estão os mesmos conselhos pela centésima vez, mandaram-me os sites:
As 1000 músicas para você  ouvir antes de morrer.
Os 1000 Sites para você clicar antes de morrer.
As 1000 cidades para você conhecer antes de morrer.
Os 1000 livros para você ler antes de morrer.
Os 1000 filmes para você assistir antes de morrer.
Caramba, será que terei tempo de cumprir essas 5.000 mil tarefas antes de morrer?
Isso bastou para que eu ficasse pensando  no meu tempo... Já entrei por caminhos tortuosos e fiquei filosofando na solidão da madrugada. Quanta criatividade mal direcionada!
Nos dias de semana o negócio melhora; às 5h inicia um programa jornalístico, com as mais novas notícias, saindo do forno, parece uma sintonia obrigatória. Desconfio que sou programada para escutá-lo. Adoro, não perco nada!!
Assim que começa o programa, que escuto um simpático Bom-dia Ouvintes, meus olhos fecham e mergulho no mais profundo sono da vida! Às 8h. toca o despertador, o objeto mais odiado por mim. Aquilo me alucina, mas me controlo, a vida diurna começa normal, como se a noite tivesse sido tranquila. Levanto, apronto nosso café da manhã, regado a conversas e planos... As 3 horas de sono não foram suficientes, mas trabalho meu humor e dou uma dormidinha à tarde.
Talvez seja à noite que tudo faz sentido para alguns...
 Mas o preço é alto, é terrível uma noite de insônia.


_____________________________________




53 comentários:

  1. Amiga, como eu te entendo...
    Passo por essa "festa" todas as noites: dificuldade em adormecer, um sono leve e agitado, um cansativo voltear para a direita e esquerda, um levantar cada vez mais cedo: primeiro sete horas, depois seis, agora cinco...
    Segue-se um dia de atordoamento total, repetindo as palavras de Fernando Pessoa:
    “Tenho sono, muito sono, todo o sono!”

    Dormir de dia? Não dá! Nunca consegui fechar os olhos sabendo que o sol brilha do outro lado da cortina.
    Por favor amiga, manda-me todos esses mil conselhos para me focar e não alucinar.

    Tais querida, é ruim a tua insónia mas te faz escrever crónicas lindas. Lhe perdoa, tá?!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Gostei de te ler e realmente até no radinho temos que bem escolher...Acordo sempre com o mesmo programa matinal ,mas fico ligada ,rs... E insônia é mesmo fogo! beijos, lindo domingo e bom sono na semana!chica

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que durmo que nem um anjinho!!!
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Mais uma afinidade, Amiga.
    Começou, quando era mais menina do que moça. Adorava sentir o sossego, a calma e a frescura da noite... comecei a deitar-me à meia-noite, quando todos já dormiam. Mamãe chamava-me «borboleta noturna».
    Sempre me importunaram essas noites de insónia que aparecem sem qualquer razão... iniciei-me cedo nos chás cidreira, tília, flores de laranjeira, maracujá... recentemente descobri que o crataegus realmente faz-me efeito. Não há nada que sirva de lenitivo quando o cérebro entra em vigília, por mais carneiros que passem...
    Nunca experimentei ouvir rádio. Acho uma boa ideia, melhor que rever o mais uma vez o filme da nossa vida...
    Uma crónica muito interessante sobre um problema que aflige a maioria dos citadinos.
    Terno abraço, querida Taís.
    ~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  5. Bom dia de domingo minha amiga, aqui eu nem sei se ria ou chorava ao ler, pois tens um dom hilário, mesmo que seja verdade que tens insonia, mas acredito que isso é somente casual, uma vez ou outra, pois eu durmo feito uma pedra, quando não consigo não ligo nada, nem rádio, nem tv, nem tablet( não tenho celular, só tablet e computador,rsrs), mesmo assim, 10 horas da noite desligo tudo,rsrs!
    Dormir, nossa, adoro dormir, preciso das minhas ,pelo menos oito horas de bom sono, mas acontece de eu perder algumas vezes e fico imensamente irritada com isso!
    Muito bom seu texto, sempre nos prende, pode escrever páginas que leio sem nem sequer me cansar!
    Abraços apertados linda amiga!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Taís
    Uma noite insone traz muitos fantasmas e os seus são bem reais rsrs
    Numa noite onde o sono não chega melhor desligar o rádio e contar carneirinhos já que nada acalma. Uma bela crônica minha que apreciei ler
    Uma semana feliz e abençoada
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Soneto-acróstico

    Acordada e insone a noite se questiona:
    Ninguém para apreciar estrelas comigo
    Os grilos até encerraram sua maratona
    Infeliz me sinto, nem mesmo um amigo.

    Tenho que acordar o sol, mas não agora
    Então para passar o tempo o que resta?
    Fazer de orvalhos soníferos, um coquetel
    Ou assumir que minha insônia é honesta?

    Ironia é que até o girassol está dormindo
    Deixando-me só com caixa de lápis de cor
    Ouço o corvo negro bem devagar saindo
    Recordo-me que existência é sempre dor.

    Meu abajur constrói aquele arco-íris lindo
    Imperativo depois que esta Selene se por
    Rápido me despeço; boa noite estou indo.

    ResponderExcluir
  8. Amiga Tais! Já percorri longas madrugadas. Aprendi que nada se resolve a não ser mal humor no dia seguinte... Então, perto das 22 h começo a desligar a casa e a mim... Deixo uma música suave, relaxante e parto para minha meditação diária. BINGO! Bocejos e mais bocejos e soninho chegando. Entrego-me pensando o que não resolvi hoje, terei o amanhã, e caso não, quem ficar que se (piii...) vire! (rsrs)
    Bom domingo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Taís,eu graças a Deus não tenho insônia e durmo muito bem,mas meu marido tem e vejo o quanto ele sofre em dizer que ficou horas acordado.
    Adorei ler.
    Bjs e um feliz domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  10. Olá amiga, como sempre, mais uma postagem interessante sobre insonia. Agora sei o nome, sou uma notívaga, durmo muito pouco, o normal, depois da meia noite e cinco da manhã estou em pé. Que é coisa boa, não, mas prefiro dormir pouco normal do que a noite forçada por remédios. Obrigada por compartilhar amiga temas tão importantes.

    Abraços, tenha um final de tarde feliz com uma noite abençoada e que seu amanhecer seja com muitas energias boas para que reinicie uma semana com saúde e força para seguir sua caminhada feliz. Abraços, fica na paz de Deus.
    Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  11. Taís , é cruel mesmo mas já me acostumei desde muito cedo convivo com ela a tal insônia acredito que quando resolvi aceitar conviver ficou melhor nosso relacionamento acredito que cada um é um , escuto rádio CBN adoro fico bem informada e toco a vida , e vc escreve maravilhosamente bem ainda melhor vai deixando sua marca , forte abraço elisa

    ResponderExcluir
  12. O descanso nocturno é fundamental para renovar energias.

    Dito isto, também fico irritado quando recebo esses "conselhos".
    Invariavelmente passo adiante.

    Boa semana

    ResponderExcluir
  13. Querida amiga você já sabe que sou assim também, mas não tenho rádio e nem gosto, pego um livro vou para outro comodo da casa ler até ficar cansada, e volto pra cama pensando agora vou dormir, as vezes sim as vezes não. "Isso é o inferno na torre".Meu marido dormeeeee, meus cachorros dormemmm, os gatos dormemm, e eu acordada!!!! Já me aconselharam a ficar fazendo contas de somar, multiplicar e dividir de cabeça, tentei fiquei com muita raiva, mas acordada

    Amei sua cronica, amiga jogue este rádio fora, não temos jeito.
    Beijinhos, Léah

    ResponderExcluir
  14. Como eu entendo suas palavras,querida amiga Taís!

    Minha vida pode ser resumida assim. Insônia é comum em mim desde muito jovem. Nas madrugadas,minha mente fica ágil,alerta.

    Por isso,resolvi fazer dela uma aliada,já que não me liberto mesmo.

    Escrevo muitos de meus textos nessas horas.Pode ver vários no meu blog com o título: "Meus pensamentos nas madrugadas da vida".

    Temos muito em comum,não é?


    Beijos sabor carinho e linda semana de paz e alegrias.

    Donetzka

    ResponderExcluir
  15. Tais, un aplauso. Llevo años pensando en el magnífico programa nocturno que se podría hacer en la radio, sólo con cosas muy simples. Cultura, Entrevistas, Humor, Inventos positivos, Cocina apetitosa. Anécdotas divertidas. Viajes interesantes. Historias de personas que han hecho cosas ejemplares por sus vecinos. ¡Ah! Y llamadas de gente que tuviera buenas noticias que dar, porque el mundo está lleno de seres haciendo cosas buenas que nunca se publicitan.

    Pero no. Quien conecta la radio por la noche, sólo encuentra en todas las emisoras ese Diario de Crímenes que usted ha enumerado tan bien: Maridos degollando, nunca historias de padres normales que van cada día al trabajo y atienden a sus hijos. Mujeres que maltratan a sus niños, nunca madres amorosas. Predicadores enloquecidos o viciosos escapados de una celda, nunca religiosos que dedican su vida a mejorar la sociedad…

    Si hablo con amigos del medio, suelen decirme que las emisoras hacen lo que pide la gente. Pero están equivocados. Existe la ley natural, no escrita, de que para tener un sueño tranquilo y feliz, antes de dormirse uno debe echar unas risas. Y de ser posible, cualquier otra actividad que a uno le alegre el cuerpo y el alma.

    Así que si se decide a emprender un programa nocturno así, ya sabe que tiene una colaboradora. Un beso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana,

      Bem, há música, mas música é algo pessoal, gosto de música calma, instrumental, clássica, MPB (música popular brasileira) etc. Para dormir, não pode ser nada pesado e muito menos música barulhenta. Mas como o Brasil está a atravessar um momento muito conturbado da sua história, as notícias fazem o momento. E muita política, também. Existem muitas rádios musicais, porém tem intervalos de notícias. E isso me desperta muito. Ontem não liguei rádio, consegui dormir bem mais. Seguirei neste esquema, pode ser que funcione mais. Um beijo, amiga! Ótima semana.

      Excluir
  16. Como hombre de radio "por toda una vida", amiga Tais, reafirmo mi convicción que cada cosa que se dice frente a un micrófono tiene una responsabilidad social, educativa y de acompañamiento.

    Un beso.

    ResponderExcluir
  17. Olá, não sou propriamente a pessoa para falar sobre insónias prolongadas, todas noites sofro de insónias que não ultrapassam os 30 segundos, sobre estas posso falar, os programas de radio ou de televisão só os oiço durante o dia e são sobre politica, seu eu tivesse um insónia prologada, no dia seguinte, antes de ir para a cama, fazia uma enorme caminha com passo largo até me sentir cansado, dormir 3 hora não é saudável.
    Feliz semana,
    AG

    ResponderExcluir
  18. Por vezes também tenho dificuldade em dormir mas felizmente, é apenas quando ando mais stressada com o emprego, ou com algum assunto familiar.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  19. Nossa é muito árida uma noite sem sono. Não teria a minima inspiração e me atrapalharia na rotina diária, pois a pouca experiência que tenho de falta de sono para dormir cedo já considero bem desagradável.

    ResponderExcluir
  20. Cara amiga Tais, já tive insônia à época da juventude. Lembro de que era uma coisa chata. Noite de insônia não acaba nunca, parece um latifúndio! Lembro-me de que li alguns livros nas noites mal-dormidas. Um deles, foi a primeira leitura de o Processo de Kafka. Lembro, também, que ouvia a radio Continental Am, naquelas madrugadas intermináveis...
    Um abração. Tenhas uma semana de bons sonos.

    ResponderExcluir
  21. Taisinha é uma belíssima crônica, esta em que enfocas o problema da tua insônia e do recurso do rádio que usas à noite, passando de estação em estação com a dificuldade de encontrar um bom noticiário ou um tema ligado à cultura, sempre tendo o cuidado de não me acordar com os ruídos provocados quando tu sai de uma rádio para outra. Achei tudo muito engraçado, mas penso que as coisas correm assim mesmo nessas noites mal dormidas, como contas na crônica. Gostei muito.
    Um beijinho daqui do escritório.

    ResponderExcluir
  22. Pois é Taís sei muito destas noites elencadas nesta bela crônica. O que fazer quando o sono não vem, quando todos os sons ficam mais audíveis e somente as criaturas das noites circulam e os poetas se embrenham nas entranhas da noite para sacrificar suas angustias, dar vida ao seus anseios. Lembrou-me o pai a ouvir seu radio pela noites sintonizando pessimamente as emissoras do Rio e São Paulo e eu menino aprendi a mania do meio.
    Bonita tela do Di e sua cronica está perfeita.
    Um abração amiga e bjs de paz com uma boa semana.

    ResponderExcluir
  23. Já passei algumas noites mal dormidas, mas não por insônia e sim por preocupação com problemas profissionais, pois recebi uma amarga missão de tirar do vermelho, uma filial de uma multinacional, motivo da minha vinda para Natal/RN. Mas graças a DEUS, foi por pouco tempo, inclusive conseguimos o quarto lugar no Brasil, concorrendo com centros bem maiores que Natal, e ganhei um cruzeiro no Caribe, com direito a Miami, Orlando, etc, acompanhado com a D. Encrenca. Rsrs. Bela crônica Taís! Parabéns!

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  24. Noite de insónia... é terrível... de tudo a gente se lembra, nesse espaço de tempo... e costuma ser tão desgastante!...
    De vez em quando... também lá calha ter alguma... que as pressões do dia a dia, originam... também gosto de ficar ouvindo o rádio, quando tal acontece... e numa grande maioria das vezes... acabo adormecendo, ao som do rádio... escolho música... noticiários... acho que me despertariam ainda mais... com as desgraças do dia... por isso, os evito à noite!...
    Adorei a sua crónica, Tais!
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  25. A sua escrita é sempre excelente de ler pelo humor que consegue pôr na narrativa. As noites de insónia são uma coisa terrível. Sei entender muito bem o que sente. Mas não há nada a fazer quando elas se instalam...
    Uma boa semana, minha Amiga.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  26. Tais Luso
    É sempre muito reflexiva, isso agrada. Na mesma onda, para insónias a que sou muito dado, encontro o antídoto na leitura. Como tenho invariavelmente, mais de um livro na cabeceira, estando sem sono, pego no de texto simples e leio, até que chega o D. pestana para adormecer o leitor.

    CONVITE A COMENTÁRIO
    Brasil – País do futuro:
    Análise Sociológica das Elites Basileiras

    mornaguerra.blogspot.pt
    Abraço

    ResponderExcluir
  27. Insônia? Ah, conheço intimamente essa mocinha. rsrs Escrevo, leio, vejo filmes, e nada resolve. Como silenciar os ruídos internos? Colocando ruídos novos? A gente acaba dormindo por exaustão. Comecei a comer biscoito e pão com gergelim porque me disseram que ajuda a dormir bem. Sabe que ajuda mesmo?

    Adorei tua crônica. *beijinhos*

    ResponderExcluir
  28. Cruz credo Tais... será que alguém dormiria depois de ler um e-mail desses? De certeza que, se eu ficasse a pensar em tudo o que deveria fazer antes de morrer, não dormiria durante vários dias. Tomara eu ter tempo para pensar numa maneira melhor para adormecer facilmente e nem sequer sei se vou precisar, pois a morte pode chamar-me daqui a uns minutos. Somos notivagos, eu e o meu marido, mesmo quando aí no Brasil, tinhamos que ter as crianças na escola às 7,30. Penso que criámos esse hábito com o nascimento dos filhos; depois que se deitavam o tempo era só nosso e isso fez com que apreciassemos a noite. Sabes, Taís, eu sempre dormi muito bem, mas depois da menopausa fiquei com dificuldade para adormecer e, logo que consigo que o sono chegue, fico como uma pedra e só acordo com o empurrão do meu marido, pois nem o despertador escuto. Mas, lendo os comentários aqui deixados, constatei que os homens não se queixam de insónias e o mesmo acontece com o Pedro, segundo o que escreves; o meu marido também dorme sempre bem e não conheço nenhum que " lute" com o sono e agora deixo a pergunta, por que será?
    Amiga, gostei muito da tua crónica, mas, como disse no post do Pedro, acho que vocês querem tirar o sono aos amigos, pois os temas são um bocadinho macabros. E agora, de repente, lembrei-me que o assunto do meu também não é nada alegre...Talvez seja por estarmos em Agosto, será? Os brasileiros não gostam deste mês.
    Falando em sono, tenho que pensar em deitar-me, pois está a ficar na hora. Uma noite tranquila, querida Taís. Beijinhos e até breve
    Emilia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rss, nunca vi homem falar que tem insônia, Emília! Penso que uma das razões, entre várias, é que fizemos um monte de coisas ao mesmo tempo! Cuidamos de tudo e chega a hora de relaxar, cadê o relaxamento? Vi nos comentários que praticamente todas têm! Quanto ao 'macabro' (rsss) de vez em quando tenho de falar sério, Emília! Na verdade, sou muito alegre e tal, mas levo muitas coisas a sério, só que escrevo naquele tom irreverente, com pitadas irônicas para ficar leve. Mas não é sempre. Lembro de um blogueiro amigo, o José Carlos, que pediu para que eu não deixe morrer meu humor dado a situação do país, essa coisa caótica. Não, não deixarei, prometo.
      Beijinho, querida amiga.

      Excluir
  29. Minha querida amiga Tais, sofro de insônia, quer dizer, não mais, tomo remedinhos rs...mas não quero falar de minha insônia, remédios, quero dizer que foi difícil ler esta crônica, tive um ataque de risos...mão amiga de uma funerária, as 1.000 coisas antes de morrer, hilária tuas madrugadas, se não fosse um problema...e tua escrita, um primor, escorrega, desliza e meus olhos dançam e riem e refletem, e eu sinto uma paz, um momento de plena felicidade que uma crônica me produz no meu prazer de ler, obrigado amiga Tais.
    ps. Carinho respeito e abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só posso agradecer e gostar demais dos amigos que tenho!!
      Como são generosos...
      Obrigada, meu amigo!

      Excluir
  30. Olá, Taís.
    Pode parecer incrível, mas o tema mais aborrecido é descrito pela amiga Taís com tanto sentido de humor que nos prende, cativa e faz sorrir!
    Também tenho as minhas noites de insónia, mas jamais ouviria esse tipo de programas. Nem televisão vejo. Prefiro ler até ficar bem sonolenta e ver as letras todas misturadas umas nas outras e, por fim, se não adormecer, levanto-me vou para a cozinha, faço um bolo e como fruta.
    Na noite seguinte não corro mais riscos, tomo um Diazepam que é tiro e queda.

    Parabéns pela abordagem de um tema doloroso, tornado leve e até divertido.

    Um beijinho grande e amigo.

    ResponderExcluir
  31. Bom dia Tais.
    Minha amiga o assunto é sério. Mas confesso que dei boas risadas. Você é demais rsrs. As vezes eu também tenho insônia e é algo desgastante. Ultimamente eu faço uso de um chá.Comecei a usar com descrença. Pensando comigo como esse chá me fará dormir. Comprei em uma casa natural e a atendente me disse que o bendito chá apagava. Só comprei poucas caixas. Pensando que era papo de vendedora. Mas achei eficiente. Vou mandar para você experimentar, vou comprar o estoque da loja rsrs. Acho que chá não deve ter contra indicação. A noite eu lhe passo um email. No meu caso quando tenho insônia ainda tem um agravante. Fico temerosa, muitas vezes odiado o silêncio da madrugada. De tanto escutar que a morte vem mas a noite fico pensando se o dia chegará rsrs. Mas graças a Deus agora deito e durmo.Um lindo dia para vocês. Forte abraço.

    ResponderExcluir
  32. Oi, querida Vizinha/Escritora, Taís Luso !
    Deve ser horrível esse mergulho...
    Jamais perdi uma noite de sono, mesmo porque
    fantasio o meu adormecer, somente com
    acontecimentos bons.
    Parabéns pelo belo texto e um carinhoso abraço,
    Amiga.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  33. As vezes tenho insônia porque penso demais antes de dormir! hahaha
    Adorei o post, bjo bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  34. Desde a adolescência Taís, eu fico a mil após as 16h00. Mas sempre dormi bem, porque acordo por volta das 8h00 e preciso de 8 horas de sono. Quando estou em fases de alta inspiração, não consigo dormir a noite, fico muito desperta, viva, com a mente a 10.000 por hora.
    O que me ajuda a ficar mais serena, são as meditações, que desde 2011 tenho praticado diariamente.
    Agora vou te contar, que por estes últimos meses, não ando muito inspirada. E para que isso aconteça, de uma maneira que gosto, eu preciso de silêncio. Preciso ficar só. Como você é assim? Talvez seja por conta de gostar de ficar só, que aprecio muitíssimo as noites.
    Deixo mais beijinhos pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria Gloria, eu preciso também ficar só nos meus momentos inspirados, desenvolvo muitas coisas. Porém à noite precisaria dormir mais. Às vezes consigo dormir 8 horas bem dormidas, mas outras não. Aí lanço mão de algum remedinho amigo na noite seguinte... E dou uma recuperada.
      Beijo, querida amiga!

      Excluir
    2. Sim, porque precisamos dormir. E lembrei de outra coisa que não me tira o sono, mas não consigo dormir: noites de alto verão. Se não tiver ar condicionado, não há o que me faça dormir, mesmo morta de sono. Bjuju!

      Excluir
  35. TAIS,

    você esteve numa noite na qual Morfeu e Hipnos estavam saindo no tapa, briga feia quem sabe -se lá disputando o amor de Afrodite.
    Só para relembrar que Morfeu é o deus grego mitológico do sono e Hipnos que muitas vezes nem nos lembramos e o deus dos sonhos.
    Então veja bem , numa noite de insônia estes dois não se entendem e quem sofre somos nós que obrigados a nos distrairmos ficamos correndo o dial do rádio no
    qual quem domina é o deus Ares deus da guerra que adora uma luta sangrenta,muitas mortes e devastação geral e inespecífica!!!
    Uma sugestão: Nestas noites catastróficas de insônia saia da cama,beba um delicioso cálice de vinho,ligue o computador e acesse o Google em "músicas para relaxar",escute-as com headfone esparramando-se no sofá e não haverá sono e sonhos que resistirão.
    Pela manhã, avise apenas ao Pedro que não foi nada pessoal! kkkk
    Se é que me faço entender.
    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Descobri mais um que adora mitologia!?
      Minha querida amiga Ivone (está lá em cima) é apaixonada por mitologia! Músicas para relaxar, anti-stress etc. são maravilhosas, mas fico ligadíssima, acabei de escutar Serenade – de Schubert!! Linda demais para dormir. Mas vou dormindo em suaves prestações, rss uma hora acerto o passo.
      Bjs, Paulo! Um bom fim de semana.

      Excluir
  36. Amei sua crônica! Gosto de dormir tarde, pois fico passeando nos blogs, no Facebook e rabiscando minhas poesias. Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  37. Oi Tais
    É quase meia noite e eu com dor, só você pra me fazer rir. Deixa seu marido dormir como um anjinho, o meu às vezes, todas as noites, kkk ronca como um porco eu o cutuco para virar. Mas amo esse homem.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  38. No dormir lo suficiente, es terrible.

    Existen ejercicios de relajación, con respiración
    profunda y lenta, que pueden ayudar a desconectar la mente.

    Por los motivos que dices, no veo Televisión o informativos en la radio. Leo sí varios periódicos, pero ahí me meto en las noticias hasta dónde quiero, por ejemplo, evito leer detalles de crímenes truculentos.

    En sí, lo que metemos en la mente es alimentación buena o alimentación basura. Lo mismo que la alimentación para el cuerpo, puede ser sana o chatarra (basura).

    ¡Qué bien que Pedro duerme como un ángel!.
    Y ángel es que no se queja de que te mueves mucho.

    Abraços x2

    ResponderExcluir
  39. Algunas veces me sucede, me fallan los ejercicios de relajación, levantarme e ir hasta la cocina y realizar alguna tarea aburrida, encender el ordenador para hacer revelado, buscar un libro que no sea interesante y termine por desvelarme, y cuando todo falla, contar despacio ovejas... la noche es larga y justo me quedo dormida cuando tendría que levantarme. Si es posible duermo alguna hora, de cualquier manera, el día sin dormir siempre es muy duro.

    Sin embargo, todo lo que yo cuento es aburrido. Esa noche de insomnio pasada por las emisoras de radio brasileñas sí
    son una aventura que a mi me ha hecho sonreír en muchas ocasiones. Muy buen relato. Un abrazo. Franziska

    ResponderExcluir
  40. Talvez seja à noite que tudo faz sentido para alguns...
    Mas o preço é alto, é terrível uma noite de insônia."
    O que destaco é bem a síntese do conteúdo desta crónica, que desenvolves com fluidez e com o toque de humor que sempre imprimes.
    Nunca me aconteceu ter uma noite de insónia, apenas poucas horas de sono. Mas fico cansada de tanto sonhar, mais parecendo que estou acordada!
    Ah, também sou mais da noite e, durante a minha vida estudantil e profissional, deitava-me bastante tarde e tinha que me levantar cedo. Agora também me deito tarde mas já não tenho horários a cumprir.
    Bjinho, Tais

    ResponderExcluir
  41. Bom dia amiga!
    Minha visita hoje é para divulgar o blog da Biblioteca da escola que trabalho EREM DR Mota Silveira. Biblioteca Madre Ódila Maroja, este cantinho especial nasceu recentemente. É um blog voltado para pesquisas nas mais diferentes áreas de conhecimento, já tem postagens de , Matemática, Química, Biologia, Língua portuguesa, Filosofia, Sociologia, Direitos Humanos e outras áreas de conhecimento. Também faço parte na organização e pesquisas das postagens. O link é este, http://bibliotecamadre.blogspot.com.br/ caso deseje conhecer e seguir, será um grande prazer, pois como seguidora e comentarista dos meus blogs, você só engrandece as postagens. Obrigada, tenha um Domingo de muita paz e um início de semana abençoado.
    Desculpe não comentar a sua maravilhosa postagem, logo retornarei. Abraços Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Lourdes, já fui no blog indicado, gostei muito e deixei um comentário para o aluno Mateus Felipe! Bela iniciativa, querida amiga.
      Uma ótima semana pra você.
      beijo.

      Excluir
  42. Bom dia,querida Tais,
    como é bom ler suas crônicas, trazem o bom riso na certa, mesmo que seja verdade, nos parece ser coisa inventada para que possamos rir do que escreve e pelo que passa. Passar noites de insônia, já passei sim, mas procurando programas no rádio, procurando outras estações jamais, pois sempre preferi ficar quieta na cama a sair dela, pura preguiça rsssssss. Minha preocupação sempre é não acordar o marido que dorme feito pedra como se ouve por aí,ele sempre me fala, se quiser pode ligar a TV. O que gosto mesmo é dormir pela manhã. Tais, meu e-mail mudou, pois acabei perdendo o que eu usava, meu computador deu bronca em mim outra vez, então preciso que me mande alguma mensagem para que eu possa registrar o seu e-mail, porque não o tenho de cor, o meu agora é :
    marliboldori@gmail.com
    beijos!

    ResponderExcluir
  43. Boa tarde Taís, encantada com seu espaço, postagens maravilhosas que se percebe o alto grau de conhecimento na escrita por ser com certeza uma grande leitura. junto a colega de trabalho a Profª lourdes, estamos criando este espaço virtual para motivar nossos jovens a fazer uso da internet de forma que engradeça os seus conhecimentos. obrigada por ter comentado na página dos alunos, o Mateus visualizará e com certeza ficará gratíssimo como nós estamos. Sigo seu blog porque és merecedora. Obrigada pelo carinho da visita. Volte sempre. Bibliotecária Elza Interaminense

    ResponderExcluir
  44. Tais
    Você tem um dom de escrever com humor e de fazer uma belissima cronica seja qual for o tema, pelo menos é o que eu acho.
    Quanto à insónia minha amiga é terrível e é minha companheira assídua todas as santas noites.
    Beijos e boa semana.
    ;)

    ResponderExcluir
  45. Realmente, insônia é terrível. À noite, tudo vem à tona: angústia, preocupação, saudade, coceira... Rsss... Pensamentos e sentimentos ganham uma proporção gigante. Relaxar e pegar no sono é mesmo um desafio no meio da madrugada! Entretanto, há "escolhas personalizadas" que trazem efeitos especiais para driblarmos a tal...
    Reflexão ótima, Taís. Tem muita coisa esquisita e estressante que devemos evitar de estarmos vendo e ouvindo. Rss!
    Um abç

    ResponderExcluir
  46. Nem me fale em insônia Tais... Às vezes tomo Melatonina para me dar uma trégua!
    Beijos

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso