9 de novembro de 2008

O ESCRITOR ROBERTO GOMES

.

Roberto Gomes nasceu em Blumenau - 1944. É romancista, contista, ensaísta e cronista. Em 1964 transferiu-se para Curitiba e em 1969 formou-se em filosofia pela Universidade Católica do Paraná.

Há certos escritores que caem certinho no gosto da gente. E Roberto têm um humor picante ao narrar suas histórias; está no rol dos meus preferidos. Até agora são 12 livros publicados: Crítica da razão tupiniquim, O Menino que Descobriu o Sol, Alegres Memórias de um Cadáver, Os Dias do Demônio, Antes que o Teto Desabe, Todas as Casas, Exercícios de Solidão, Alma de Bicho, Julia, entre outros. 
Julia, sua última publicação, irá comigo de férias.

Seus contos e crônicas têm aquele gostinho de querer mais. Diria que Roberto Gomes é multifacetado: são vários Robertos num só: o que perturba, o que se apieda, o impiedoso, o debochado, o encantado, o lírico e o terno. Quando penso que seu apurado humor e irreverência se esgotaram, ao virar a página, vejo que me enganei...

Porém, em Os Dias do Demônio não há nada de engraçado, é um romance que conta violentas lutas, na década de 1950, envolvendo colonizadores, empresários, políticos e migrantes gaúchos e catarinenses que haviam sido expulsos de suas terras. Romance que narra muita violência e tristeza. Enquanto que Crítica da Razão Tupiniquim é um ensaio filosófico. Portanto é o outro lado do escritor, autor de outros gêneros: infantil, juvenil (Terceiro Tempo de Jogo) e ensaios. Quinzenalmente escreve no jornal  Gazeta do Povo, de Curitiba.

Visite o site de Roberto Gomes, lá estão suas bem-humoradas crônicas.
Vale uma visita! Vale conhecer o caminho...


Conto nesse blog : Essa Moça não presta / Roberto Gomes


__________________

http://criaredicoes.com.br/cronicasrg.htm (crônicas)

http://www.criaredicoes.com.br/ (site)

Blog de Roberto Gomes





Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre Bem-vindos!

2- Comentários ANÔNIMOS não são postados. Assine.

Um abraço a todos!
Taís Luso